catolicoresp

Apenas defendendo minha fé, e cético em relação aos ateus

Truque Lógico: Onisciência contradiz Livre-Arbítrio

with 10 comments

Ir para [Índice de Técnicas/Truques Lógicos] – [Página Inicial]

Embora não seja muito popularizada, essa técnica pode gerar confusão na mente de algumas pessoas. Como o título indica, ela baseia-se em dizer que a Onisciência contradiz o Livre-Arbítrio(ou vice-versa). Particularmente, demorei pra entender o que estavam dizendo pois logo de início não fez muito sentido que me dissessem isso, mas com o tempo me explicaram e percebi que, de fato, até que o argumento não era tão non-sense, embora ainda fosse incorreto.

A apresentação do argumento ocorre mais ou menos dessa forma:

  1. Deus sabe de tudo(é Onisciente).
  2. Se Deus sabe de tudo, ele sabe inclusive o que iremos fazer.
  3. Se ele sabe o que iremos fazer, então não temos opção senão fazer o que ele já predisse(se não fizéssemos isso, estaríamos em desacordo com o livre-arbítrio).
  4. Portanto, a Onisciência contradiz o livre arbítrio.

O problema é que há o “esquecimento” de características divinas.

Logo de início, temos que lembrar que Deus é atemporal, então não faz sentido dizer que Ele “previu” algo, pois previsão implica tempo(você precisa prever antes do fato ocorrer, senão não é previsão). Isso já seria suficiente para derrubar tal hipótese, mas podemos nos alongar e lembrar que Deus sabe tudo, inclusive as nossas reações.

Ou seja, mesmo deixando de lado a atemporalidade divina, devemos prestar atenção ao fato de que Deus sabe tudo, nos conhece profundamente(mais do que nós) e conhece todos aqueles à nossa volta. Ou seja, ele sabe quando daremos um surto e faremos algo fora do comum(fora do comum para nós, pra Deus é perfeitamente perceptível pois ele sabe todas as suas características, inclusive quando você vai fazer algo aparentemente anormal).

Já contra-argumentaram comigo que podem haver imprevistos. Porém, os imprevistos só acontecem se não houver onisciência. Não há imprevistos para um ser onisciente. Mesmo o que é “imprevisto” já é conhecido por Deus, fazendo com que seja fácil para Ele, sabendo de todas as circunstâncias, conhecendo-te profundamente e conhecendo todos ao seu redor profundamente, fazer uma previsão simples dos seus futuros atos, tal como os das pessoas ao seu redor.

Dessa forma, Deus não terá retirado seu livre-arbítrio, mas não irá deixar de ser onisciente.

Conclusão:

Essa é uma técnica mais difícil de entender do que de refutar. Quem não entendeu por favor avise nos comentários que posso tentar explicar ou ajeitar o post para que ele fique mais bem escrito e explicado, mas por hora foi a melhor forma que achei de expor a técnica e o contra-argumento. Acho que não é necessário que eu crie um diálogo hipotético para essa situação, porque há várias variáveis que podem aparecer num debate sobre isso(ao contrário das outras técnicas, já vi muitas formas diferentes para abordar esse tema).

Anúncios

Written by catolicoresp

13/04/2011 às 19:23

10 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Resposta CatolicoResp

    Onisciência e Atemporalidade são características não comprovadas e sim tomadas como verdade sem prova alguma.
    Vide: formspring.me/catolicoresp/q/2007390070

    Aí eu mostro que atemporalidade é *necessária* para a existência de Deus e que pode até ser que Deus não seja Onisciente, mas no mínimo *supremamente inteligente* Ele é.

    Se eu dizer que sei os números da loteria cabe a mim provar
    Se eu dizer que tenho 200 anos cabe a mim provar
    Se eu dizer que tenho uma máquina do tempo cabe a mim provar

    Infinito…
    Perfeito, sem comentários a acrescentar

    Sem provas eu posso falar qualquer coisa, atribuir o que eu quiser. O mesmo se aplica em deuses.
    Nesse caso, agradeço que eu tenha meus argumentos.

    Enquanto não existir provas, inclusive, estatisticamente, todas essas características são falaciosas e tomadas como verdade somente porque se quer que seja como tal.
    Como eu disse, pode não haver provas 100% concretas sobre a Onisciência, mas no mínimo há uma suprema inteligência.

    Depois, você precisa aprender o que é falácia. Nossa querida Wikipédia define dessa forma:
    “Na lógica e na retórica, uma falácia é um argumento logicamente inconsistente, sem fundamento, inválido ou falho na capacidade de provar eficazmente o que alega.”

    O que você me apresentou na sua fala é um erro terrível de conceito da falácia. Jogar isso sem provas é sinônimo de fé cega, e não de falácia. Até porque dizer que Deus é Atemporal/Onisciente não é *argumento*, é uma característica, e uma característica não tem como ser falaciosa(a não ser que seja falsa em si mesma, tal como o Relativismo).

    Não confunda *fé* com fé *cega*, são coisas bastante diferentes.

    Russel

    13/04/2011 at 20:26

  2. Mais uma vez substituindo sentidos para ir de encontro com as pseudo-técnicas de refutação.

    Ex: vc tb é ateu, lê-se vc tb é descrente.
    Ex: Falaciosas, lê-se mentirosas, sem comprovação.

    Pq complica algo tão simples? Para dar vez as técnicas que vc julga serem verdadeiras.

    Em tempo: supremamente inteligente, mais uma pseudo-característica sem nenhuma comprovação que é dada como verdade para fazer valer a figura do seu deus.

    Russel

    16/04/2011 at 12:50

    • Mais uma vez substituindo sentidos para ir de encontro com as pseudo-técnicas de refutação.

      Perceba que o sentido da palavra ateu e falaciosa foram expostas, e só são diferentes dos sentidos que usei na mente do Russel. Aí ele vem aqui e me acusa de mudar os sentido da palavra, quando tudo que apresentei até agora sustenta o que eu disse… E ele mais uma vez solta acusações sem nem evidenciá-las e solta “verdades” sem a mínima comprovação. Mais um exemplo de ateu querendo jogar suas verdades na cara dos outros.

      Ex: vc tb é ateu, lê-se vc tb é descrente.
      Ex: Falaciosas, lê-se mentirosas, sem comprovação.

      Isso sim é manipulação de sentido. Vá ao Aurélio. Como eu citei, Ateísta(Ateismo) é a negação direta de Teista(Teismo)… Você conseguiu dizer que sou os dois opostos *ao mesmo tempo*. É como dizer que uma frase é certa e errada ao mesmo tempo.

      Ateu: “Ateísmo, num sentido amplo, é a rejeição da crença na existência de divindades.” & “O ateísmo é o oposto do teísmo,”, Wikipédia.
      Falácia: “falácia é um argumento logicamente inconsistente”, Wikipedia.

      Até agora, como disse, os sentidos das palavras expostos pelo Russel só existem na mente dele.

      Pq complica algo tão simples? Para dar vez as técnicas que vc julga serem verdadeiras.
      Porque você não usa um dicionário simples?

      Em tempo: supremamente inteligente, mais uma pseudo-característica sem nenhuma comprovação que é dada como verdade para fazer valer a figura do seu deus.
      Em tempo: Mais um berro seu depois da minha apresentação dos argumentos sem refutar nada do que eu disse.

      catolicoresp

      16/04/2011 at 18:12

  3. Muitíssimo honesto de sua parte apagar meu comentário e responder por cima.

    Eu posso ter escrito algo não-interessante para sua crença e com isso você re-coloca o comentário suprimindo essa parte.

    Cada dia me surpreendo mais com os cristãos.

    Russel

    16/04/2011 at 13:03

    • Nossa menino, aprende a mentir pelo menos.

      Ou você tem uma memória muito ruim e não sabe o que você escreveu, ou então é muito desonesto.

      A única coisa que modifiquei em seu post foi na colocação dos meus comentários sobre o que você escreveu. Desse jeito você acaba tomando ban do meu blog…

      catolicoresp

      16/04/2011 at 18:13

  4. Que argumentos preciso refutar? Refutar mentiras como essas de Atemporal/Onisciente/Onipotente?

    Desde quando se tem provas que isso seja verdade?

    Quem tem que provar são vocês que afirmam. E até hoje nunca foi provado nenhuma dessas “características”

    Não sei qual é a sua e onde você quer chegar!

    Russel

    19/04/2011 at 17:14

  5. Exatamente,

    tudo Petitio principii, do começo ao fim.

    Russel

    20/04/2011 at 12:26

    • Mentira. Eu *justifiquei* no link essas características, sendo algumas delas até *necessárias* para Deus. Portanto, você faz falsas acusações.

      catolicoresp

      20/04/2011 at 13:40

    • “Refutar” assim é moleza, Russel, qualquer um consegue. Diga *onde* estão as petições de princípio, e o motivo.

      Ou tudo não passa de choradeira sua…

      22/04/2011 at 23:07


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: