catolicoresp

Apenas defendendo minha fé, e cético em relação aos ateus

Archive for maio 2011

Resumo: Maio de 2011

leave a comment »

Ir para [Página Inicial]

Bom, chegamos ao final de mais um mês. Com a ajuda de outros blogs(Apologética no Japão, quebrando o encanto do neo-ateísmo e darwinismo, por exemplo), o meu blog já cresceu bastante no que diz respeito ao número de leitores. Dessa forma, já agradeço a todos que me ajudaram na caminhada até aqui. Aqui temos o resumo de todos os posts do mês de maio, e a data nas quais foram lançados:

Tenho um projeto para o mês de abril, para falar sobre Ateísmo e Moralidade, estou trabalhando em alguns posts mas quero deixá-los bem feitos antes de serem lançados. Peço que deixem aqui sugestões sobre o que vocês gostariam de ler no blog.

Anúncios

Written by catolicoresp

31/05/2011 at 12:00

Publicado em Resumos mensais

Tagged with , ,

Truque Lógico: Deus não é perfeito

with 7 comments

Ir para [Índice de Técnicas/Truques Lógicos] – [Página Inicial]

Esse é o pior truque lógico que já ouvi até agora. É uma tentativa de afirmar que Deus é imperfeito, seguindo a seguinte linha de raciocínio:

  1. O perfeito, se sofrer qualquer modificação, se torna imperfeito.
  2. Antes de Deus tinha vontade de criar o Universo.
  3. Deus criou o Universo.
  4. Então Deus perdeu a vontade de criar o Universo(2 e 3), e isso gerou uma modificação em Deus, que era perfeito.
  5. Portanto, Deus se tornou imperfeito(1 e 4)

Bom, se as premissas forem verdadeiras, a conclusão também é. Porém, seriam essas premissas verdadeiras? Avaliemos elas, uma a uma.

1. O perfeito, se sofrer qualquer modificação, se torna imperfeito.

Aqui temos uma idéia que se originou do nada, e assim ficou. Ele não fez questão nenhuma de provar essa afirmação dele, apenas jogou como verdade que qualquer modificação no perfeito gera o imperfeito. Dessa forma, precisamos pedir que ele demonstre essa premissa.

Porém, já temos um problema nela. Além de pedir que o neo-ateu explique tal premissa, podemos ir colocando algumas falhas nela. Por exemplo: Ao que diz respeito a perfeição? Às características de Deus. Do mesmo modo que, para nós, o que nos torna melhores ou piores são as nossas características.

As nossas vontades, ao se modificarem, não nos tornam melhores ou piores. Principalmente vontades do tipo “criar algo”. Se eu tenho vontade de criar um carro, quando eu conseguir criá-lo eu vou me tornar pior? Ou iria me tornar melhor? Se houvesse qualquer modificação nas minhas características após criar o carro eu poderia, de fato, me tornar uma pessoa melhor ou pior.

Contudo, a modificação do desejo de criar o carro não é o que modifica as minhas características. Deixar de ter vontade de fazer o carro não me aproxima ou afasta da perfeição. Do mesmo modo, se eu realizar uma vontade como comer pizza isso não afeta em nada o meu estado, por não modificar nenhuma característica minha e nem ser um ato imoral.

É óbvio que a realização de algumas vontades(exemplo: Roubar algo ou bater em alguém) nos afastam da perfeição. Mas não foi a modificação da minha vontade que me afastou da perfeição, foi a minha atitude imoral. Dessa forma, o neo-ateu jogou uma premissa completamente falha.

2. Antes Deus tinha vontade de criar o Universo. & 3. Deus criou o Universo.

Particularmente eu não vi nenhum problema nessas premissas. Obviamente, estou me referindo ao problema em relação ao Truque Lógico, pois não podemos partir do princípio que Deus criou o Universo simplesmente porque desejamos, também precisamos evidenciar tal afirmação. Porém, ao evidenciá-la eu fugiria do objetivo do post, coisa que não irei fazer.

4. Então Deus perdeu a vontade de criar o Universo(2 e 3), e isso gerou uma modificação em Deus, que era perfeito.

A conclusão que segue depois de “2 e 3” está correta, mas…

5. Portanto, Deus se tornou imperfeito(1 e 4).

Para que a conclusão seja correta, é necessário que ambas as premissas não apresentem falhas. A primeira premissa apresentou falhas, então a conclusão não está correta.

Conclusão:

Esse não é um truque lógico muito difícil de refutar, já que o erro está  isolado logo na primeira premissa e não é tão difícil percebê-lo. Espero que o post tenha ajudado. Mostrando a falha na primeira premissa toda a argumentação do neo-ateu cai por terra, e ele provavelmente vai ficar repetindo a mesma coisa seguidamente, dando exemplos como esse:
“Ah, mas se você modificar sua vontade de matar uma pessoa você se tornará uma pessoa moralmente pior!”

Contudo, nesse exemplo eu me tornaria uma pessoa moralmente pior porque matei a pessoa, e não porque modifiquei minha vontade. Eu posso deixar de ter vontade de matar a pessoa sem necessariamente matá-la. Isso me torna moralmente pior? Ou moralmente melhor? De forma alguma.

Written by catolicoresp

28/05/2011 at 13:15

Vídeo: ApologéticaBR

leave a comment »

Ir para [Página Inicial]

A ApologéticaBR foi um novo canal criado no youtube, que visa defender a existência de Deus. Segue um dos vídeos:

É claro que não concordo com tudo o que ele diz(ou virá a dizer), e já tenho um exemplo, logo  na primeira premissa do argumento dele, que eu modificaria para “todo ser que passa a existir”, e não “todo ser que existe”.

Contudo, isso não invalida o vídeo, já que ele explica como Deus não necessita de causa posteriormente.

Espero que gostem do vídeo, e fiquem de olho no canal, há grandes chances de aprendermos muito com os próximos vídeos. Não vou me alongar, já que o vídeo é auto-explicativo.

Twitter: @ApologeticaBR

Written by catolicoresp

24/05/2011 at 20:15

Publicado em Vídeo

Aborto: O assassinato

with 8 comments

Ir para [Igreja Católica] – [Página Inicial]

A maioria das pessoas entende que a Igreja Católica é contra o aborto. Mas nem todas compreendem o motivo.

Em primeiro lugar, eu gostaria de lembrar do meu post sobre Células Tronco(CT), pois ele já nos dá algumas informações importantes nesse tema. Da mesma forma que na pesquisa de Células Tronco Embrionárias, na qual o problema é o assassinato de embriões, o problema no aborto é o assassinato do feto.

As objeções mais comuns feitas, na tentativa de defender o assassinato, são essas:

(A) A mãe não vai poder sustentar a criança.

(B) A mãe tem direito sobre seu próprio corpo.

(C) O feto ainda não é um ser vivo.

Vamos avaliar as objeções.

(A) A mãe não vai poder sustentar a criança.

Essa objeção é extremamente falha, principalmente em 2 pontos:

1) A mãe não precisa sustentar a criança. Ela pode mandar o bebê para um orfanato.

2) Por acaso a não-sustentação de alguém justifica um assassinato? De modo algum. Duvido que os defensores dessa tese achem que devemos matar os moradores de rua porque eles passam fome e mal se sustentam. Porém, um interesse individual faz com que eles vejam a opção do assassinato como algo interessante e válido.

(B) A mãe tem direito sobre seu próprio corpo.

Concordo com essa afirmação. De fato, a mãe tem direito sobre seu próprio corpo. O corpo ao qual ela não tem direito é o da criança que está em desenvolvimento em seu útero, que não deveria ser assassinada simplesmente porque “a mãe tem direito sobre o seu próprio corpo”.

(C) O feto ainda não é um ser vivo.

Fico me perguntando o motivo que leva as pessoas a acreditarem nisso. A linha de raciocínio para a refutação dessa afirmação é o mesmo que foi usado na Pesquisa de Células Tronco Embrionárias, quando se afirma que “um embrião não é um ser vivo”. Dessa forma, vou simplesmente copiar o texto que coloquei lá:

“Aqui já temos um problema, pois não há motivo nenhum para acreditar nisso. Alguns dizem que o embrião está num caso de morte cerebral, tal como outros mortos. Se ele te disser isso, a resposta é simples: “Oras, coloque o embrião no local adequado e ele irá se desenvolver. Agora vejamos se o morto irá voltar a vida”.

Você pode, também, perguntar à pessoa que está discutindo contigo o conceito de vida dele. Provavelmente, ele vai apresentar um conceito de vida como o dessa pergunta, aí é só seguir a linha de raciocínio que expus lá. Também vale comparar com outro ser vivo, se ele disser algo do tipo: “Ele não come!”, basta fazer a comparação com uma planta: Ela também não come. Aí ele deve dizer: “Ah! Mas ela obtém seu próprio alimento, o embrião não”… Porém, há animais que usam outros para obter seu alimento(parasitas), nem por isso você os considera mortos.”

Essas observações devem bastar para refutar essa idéia.

Conclusão:

Tal como na pesquisa em CT Embrionárias, o aborto consiste em um assassinato de um indivíduo completamente indefeso. Em defesa da vida, a Igreja se opõe ao aborto.

Written by catolicoresp

20/05/2011 at 15:14

Publicado em Aborto, Igreja Católica

Tagged with , ,

Técnica: Países mais desenvolvidos são mais ateus

with 8 comments

Ir para [Índice de Técnicas/Truques Lógicos] – [Página Inicial]

Não é raro que neo-ateus venham tentar nos convencer a nos tornarmos ateus com o discurso que “Países mais desenvolvidos são mais ateus”, sempre insistindo que “ateísmo traz desenvolvimento” ou o “desenvolvimento gera o ateísmo”, em alguns casos até consigo ouvir a voz daqueles narradores de propaganda quando dizem isso. A conversa pode vir dessa forma:

  • NEO-ATEU: Torne-se ateu! O ateísmo gera desenvolvimento, olhe os países mais desenvolvidos: Eles são mais ateus!

O primeiro ponto a ressaltar é a completa irrelevância desse dado. Mesmo que todas as pessoas do planeta sejam atéias, isso não faz do ateísmo correto. Mesmo que os países mais desenvolvidos tenham mais ateus que religiosos, isso não indica que a religião está errada(e vice-versa). Com essa visão completamente torta, podemos concluir que, na Idade Média, o Cristianismo estava certo, pois os países mais desenvolvidos(Europeus) eram predominantemente Cristãos. Por essa lógica, o tempo passou e Deus deixou de existir. É óbvio que a realidade não é moldada por nossas crenças.

É necessário apresentar evidências de que Deus não existe, e um grupo, mesmo enorme, de pessoas que acreditem isso não vai modificar a realidade da existência ou inexistência de Deus. A maioria das pessoas vêem a teoria da Evolução com o uso e desuso de La Mark(pois não compreendem direito o Darwinismo). Isso faz com que a visão de La Mark seja mais correta? De modo algum. É necessário observar as evidências.

O segundo ponto a ressaltar é o relativismo neo-ateísta. Bom, é bastante claro que para a existência de progresso é necessário que haja um parâmetro. Se não houver um parâmetro, não há progresso, há somente modificações. Portanto, dizer que o Ateísmo gera desenvolvimento é dizer que o Ateísmo faz com que as sociedades avancem rumo ao “bom”, “melhor”. Porém, segundo a própria visão ateísta, não há bom e melhor! Como, então, eles afirmam estarem levando a sociedade para algo “melhor”? Isso é contradição.

O terceiro ponto é simplesmente olhar pro ateu e dizer: “E daí?”. Se isso for verdade(não me dei o trabalho de procurar), isso não prova que o ateísmo está correto. Matar deficientes mentais é errado, mas se formos olhar apenas para o desenvolvimento do país é uma coisa mais correta, já que não teremos que sustentá-los. Visão horrível? Sim, concordo. Mas definitivamente ajudaria no progresso do país.

A geração de progresso não faz com que algo seja necessariamente bom ou correto. Os fins não justificam os meios(farei um post sobre isso e sobre o relativismo moral, assim que possível). A avaliação da existência(ou inexistência) de Deus não deve ser feita pelo progresso que pode gerar, mas pela realidade. O ateísmo pode até gerar mais desenvolvimento, mas se Deus existir não é exatamente do lado que vamos querer estar. Afinal, não há dúvidas de que a guerra é super eficiente em gerar avanço de tecnologia, ou seja, progresso. Devemos sair guerreando para aumentar o progresso do planeta? Isso torna a guerra algo correto? De modo algum.

Dessa forma, enquanto o ateísmo vier com conversa de “países mais desenvolvidos são mais ateus” eles não vão estar provando em nada o ponto de vista deles. Isso pode até ser colocado como uma falácia da autoridade(eles são mais desenvolvidos que nós, então estão certos!).

Em quarto lugar, vale lembrar o progresso feito pela religião. O Cristianismo desenvolveu a arte, ciência, navegação, etc. O que o ateísmo nos deu? Nada! Meu post “Religião: Causa de atraso do mundo?” fala sobre isso. Demonstra a importância da religião no desenvolvimento da Civilização atual. Querer dizer que a religião é “um atraso” ou “atrapalha o desenvolvimento” é coisa de gente que realmente não estudou muito bem o passado europeu.

A refutação pode ser feita dessa forma:

  • NEO-ATEU: Junte-se ao ateísmo! Nós geramos mais progresso que qualquer religião!
  • REFUTADOR: O que? Não, isso não é verdade. Basta olhar a Igreja Católica, que foi importantíssima no desenvolvimento da ciência. Sabia que o formulador da Teoria do Big-Bang, por exemplo, é um padre? Inclusive, ele foi rejeitado pelo meio científico que dizia que ele estava tentando jogar as verdades da Bíblia na ciência e depois perceberam que estavam errados.
  • NEO-ATEU: Ah, fala sério! O mundo atual não é assim. A Igreja ajudou? Beleza, agora tá na hora de ir embora que o ateísmo, atualmente, dá muito mais progresso pra humanidade.
  • REFUTADOR: Sério? Em primeiro lugar, queria que você me explicasse o que exatamente é o “progresso” sem contradizer a sua idéia de relativismo. Além disso, isso não significa que o ateísmo é correto. Isso não prova, de modo algum, a não-existência de Deus e por isso não torna o ateísmo correto. Agora você poderia, por favor, apresentar argumentos para sustentar tua tese que não sejam baseados na falácia da autoridade?
  • NEO-ATEU: Ora, vire ateu! Por um mundo melhor! [blá, blá, blá, repete a conversa]

Conclusão:

Essa idéia não prova em nada que o ateísmo é correto, principalmente porque:

  1. O dado não é relevante para a existência ou não de Deus, portanto não valida o ateísmo.
  2. O neo-ateu precisa definir o que é “progresso” usando o relativismo dele e estabelecendo um parâmetro, com o qual você pode discordar a vontade. Afinal, segundo ele não há um “bom” ou “melhor”, existe apenas o que é diferente.
  3. Gerar progresso não significa que algo é bom. Coisas horrendas podem gerar progresso. Guerras não são boas, mas geram um alto desenvolvimento tecnológico enquanto ocorrem. Vamos todos começar a guerrear para ajudar no progresso mundial? Acho que não.
  4. E o progresso gerado pela religião? Porque você, neo-ateu, despreza ele?

Com esses 4 pontos o neo-ateu provavelmente vai ficar perdidinho na conversa.

Written by catolicoresp

17/05/2011 at 14:47

Publicado em Técnica

Tagged with , , , , ,

Religião: Causa do atraso do mundo?

with 5 comments

Ir para [Índice de Técnicas/Truques Lógicos] – [Igreja Católica] – [Página Inicial]

Devido a uma semana cheia, não pude fazer nenhum post. Por isso, deixo aqui um vídeo interessante sobre a Religião e o atraso do mundo, técnica bastante usada por neo-ateus.

Naturalmente, não concordo com tudo o que o Leonardo fala, mas o vídeo já demonstra como as idéias de “Religião Vs Ciência” e “Religião é o atraso do mundo” são falsas. A Religião é, de fato, a desenvolvedora da ciência, e qualquer um que negue isso está mentindo claramente, conforme é evidenciado no vídeo.

Espero que gostem do vídeo e ao longo dessa semana devo voltar a moderar o blog normalmente, deixando os meus posts.

Aproveito para pedir que deixem suas sugestões de temas a discutir no blog, pois saber sobre o que os leitores gostam ajuda a fazer um blog mais interessante e variado. Deixem suas sugestões de temas aqui, e irei atendê-los na medida do possível.

Written by catolicoresp

15/05/2011 at 18:55

Publicado em Igreja Católica, Vídeo

Tagged with , , , ,

Técnica: Teoria da Evolução refuta Deus(ou a Bíblia)

with 18 comments

Ir para [Índice de Técnicas/Truques Lógicos] – [Página Inicial]

Não é raro aparecer alguém pra dizer que a Teoria da Evolução prova que Deus não existe, ou que a Bíblia está errada.

Em geral o neo-ateu virá, inclusive, caçoando. Mais ou menos dessa forma:

  • NEO-ATEU: Ah, não acredito que você consegue ser tão burro! Você realmente acredita que o mundo tem 6.000 anos e no Criacionismo, conforme a Bíblia afirma? Deixe de ser idiota, ceguinho.
Temos alguns pontos a destacar demonstrando a série de erros por trás dessa técnica:
1) Teoria da Evolução: Um fato?

A Teoria da Evolução não deve ser tomada como um fato, e sim como uma Teoria. De fato, há evidências fortes a favor da Teoria da Evolução, mas ela apresenta diversas falhas, fazendo com que ela não seja necessariamente verdadeira. A microevolução(mudanças menores dentro de uma mesma espécie) está bem comprovada, mas a macroevolução(mudança de espécie para espécie) não está tão bem comprovada quanto se desejaria, fazendo com que a Teoria da Evolução não seja um fato, mas uma teoria. Quero frisar aqui que não sou contra a Teoria de Darwin, sou a favor da Teoria da Evolução, acredito no Design Inteligente. Só quero que as pessoas não se ceguem a ponto de achar que o Darwinismo é um fato já comprovado, pois não é.

2) Inerrância Bíblica

Como o próprio nome já informa, a Inerrância Bíblica afirma que a Bíblia está certa em todos os contextos, inclusive o científico: A Bíblia, segundo essa teoria, não possui erro nenhum.

Porém, para crer na Bíblia você não precisa acreditar na sua inerrância, principalmente porque a Bíblia nunca foi feita para se tornar um livro científico. A Bíblia está aí para relatar eventos, confirmar a existência de Deus e mostrar a sua moral.  Desse modo, crer na Teoria da Evolução e crer na Bíblia ao mesmo tempo é perfeitamente possível, pois não são idéias conflitantes.

Os defensores da inerrância Bíblica que precisam defender-se contra o Evolucionismo para suportar o Criacionismo, e isso não me inclui. Portanto, não é necessário defender a Inerrância Bíblica. Eu mesmo não defendo!

3) Evolução vs Deus? Tempo Geológico vs Deus?

Por algum motivo as pessoas acreditam que a Teoria da Evolução e Deus são conflitantes. Isso é um erro tremendo.

Por acaso é impossível que Deus tenha feito a Terra em bilhões de anos? De modo algum. Ou então que Deus tenha guiado o processo evolutivo enquanto ele ocorria? Também não. Logicamente, Deus poderia ter feito tudo em 1 segundo, mas isso não significa que Deus deveria ou precisaria ter feito a vida na Terra em 1 segundo. Qualquer um que defenda a idéia de que Deus, para existir, teria que fazer necessariamente  a vida rapidamente precisa provar sua tese.

Objeção comum: “Porque Deus não criou a vida de uma vez, se Ele podia? Seria muito melhor, para Ele, que criasse a vida o mais rápido possível, não?”

Não, na verdade não faria absolutamente diferença nenhuma pra Ele se fizesse a vida na Terra em 1 segundo ou 3 trilhões de anos. Porque? Simplesmente porque Ele é atemporal, o “problema” da passagem temporal não se aplica para Ele. E, mesmo que se aplicasse, o indagador ainda teria que provar que seria melhor, para Deus, que a vida fosse feita mais rapidamente.

4) Aumento indevido

Finalizando… Mesmo que o Gênesis tivesse a intenção de ser um livro científico e estivesse errado, isso não refutaria o resto da Bíblia e nem a existência de Deus. Isso somente refutaria o próprio Gênesis. O resto da Bíblia não é dependente do Gênesis. O Novo Testamento pode ser certo mesmo que todo o Gênesis esteja errado, não há nada que impeça, já que o NT narra eventos completamente isolados dos eventos narrados no Gênesis.

Conclusão:

Esse argumento só é utilizável se ignorarmos uma série de erros, e basta apontá-los um a um para derrubar o argumento do neo-ateu ou de qualquer um que venha debater sobre isso. A refutação pode ser dessa forma:

  • REFUTADOR: A idéia de Evolução e Deus não são conflitantes porque eu não defendo o Criacionismo e nem a Inerrância Bíblica. Além disso, o Novo Testamento não depende do Gênesis para ser verdadeiro, para refutar a veracidade do NT você vai precisar mais do que uns ataques ao Gênesis, já que a Bíblia não foi feita para ser um livro de Ciências.

Dessa forma você já derruba a tese levantada pelo neo-ateu sem demora.

Written by catolicoresp

10/05/2011 at 18:44

Publicado em Técnica

Tagged with , , ,