catolicoresp

Apenas defendendo minha fé, e cético em relação aos ateus

Técnica: Como é a alma?

with 7 comments

Ir para [Índice de Técnicas/Truques Lógicos] – [FAQ] – [Página Inicial]

O post de hoje é uma continuação do erro exposto no post Técnica: Deus, um velhinho nas nuvens no qual o neo-ateu faz uma confusão completa com os planos de existência, e isso faz dessa técnica um erro bastante simples que acontece mais ou menos dessa forma: O religioso afirma que há uma alma em todo ser humano, e o neo-ateu logo exige diversas informações sobre a alma. Ele poderia dizer algo como isso:

  •  NEO-ATEU: Ah, é? Você diz que a alma existe? Então como ela é? Ou você afirma a existência dela sem nem saber a cor, forma, composição química e local dela? Me diga essas características que talvez eu acredite na existência de almas.

Tal como Deus, o plano de existência da alma é o metafísico(ver o post citado para entender melhor). Dessa forma, qualquer tipo de exigência de características físicas da alma torna-se automaticamente um erro.

Depois de dito isso, ainda temos alguns neo-ateus que insistem no erro, lembrando que afirma-se que o pecado “mancha” a alma e, no caso dos católicos, o arrependimento somado à confissão limpariam tal mancha. Contudo, esses mesmos neo-ateus insistem no erro de achar que a tal mancha é uma característica física, encaram isso como uma realidade e não como uma metáfora(isso é, inclusive, um problema sério entre neo-ateus, conforme citei aqui. A maioria possui uma séria dificuldade com metáforas).

Em geral ele chega a surtar nesse ponto, e muda o ponto atacado, e chega à outra exigência:

  • NEO-ATEU: Prove empiricamente que existe a alma!

Novamente, o erro da inversão de planos. Ele não pode exigir uma prova empírica da existência da alma, pois ela não está no meio testável empiricamente(pois está no plano Metafísico). Obviamente, ele pode pedir evidências filosóficas para essa questão, mas esse não é o objetivo deste post e por isso deixarei esse assunto encostado pelo menos por enquanto.

Conclusão:

Mais uma vez, o erro na técnica está em um dos erros mais frequentemente cometidos pelo neo-ateísmo em geral: A inversão de planos. Explicando essa inversão aos neo-ateus a técnica cai por terra sem resistência nenhuma: Qualquer argumentação apoiada em um erro sofre desse problema.

Anúncios

Written by catolicoresp

12/07/2011 às 09:03

Publicado em FAQ, Técnica

Tagged with , ,

7 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Então o cara tem que acreditar por acreditar? Sem provas? Sem evidência alguma? Só para se sentir bem…é isso mesmo?

    João

    12/07/2011 at 15:39

    • Engraçado João, pois você deixou passar esse “pequeno” detalhe do meu texto:
      Obviamente, ele pode pedir evidências filosóficas para essa questão, mas esse não é o objetivo deste post e por isso deixarei esse assunto encostado pelo menos por enquanto.

      Então, acho que fui claro o suficiente. Não foi isso o que eu disse. Eu até expliquei porque eu não evidenciei nada sobre a alma ainda(e pode ser que nem venha a fazê-lo no blog, já que a existência de almas é consequência do Cristianismo). Alguma outra ressalva?

      catolicoresp

      15/07/2011 at 12:07

  2. Então quer dizer que a vida eterna é algo que so se pode provar no campo filosófico? Não pela ciência? Legal…tá sabendo tudo.

    João

    21/08/2011 at 15:58

    • Bom, esse foi o último comentário do João aceito. Até que ele termine sua trollagem, ele está sem direito de ter seus comentários publicados. Grato.

      catolicoresp

      21/08/2011 at 17:07

    • Sim, pois a ciência está limitada a atuar no plano físico e almas são metafísicas por definição, isso é algo estupidamente óbvio

      Livonor

      22/08/2011 at 01:47

  3. O erro não é dos neo-ateus pois o ônus da prova não é deles e inversão do ônus da prova é sofisma.

    Inventar algo e conseguir que um bando de pessoas acredite nisso não faz isso se tornar real, champs.

    Marcelo

    29/10/2011 at 00:30

    • Engraçado, não é? Vocês são piadas mesmo. Eu venho aqui, demonstro porque os ateus também possuem o ônus da prova e qual a refutação de neo-ateus: “Não tenho ônus da prova não!”. Simples assim. Uma alegação. Não se vê o minimo de argumentação.

      Da mesma forma, Marcelo, você e sua trupe de neo-ateus acreditarem que vocês não tem o ônus da prova não faz com que esse ônus se anule. Se tiver algum contra-argumento ao que eu disse, ótimo. Se tiver algum argumento a favor do que você disse, também. Mas se não tiver, não venha jogar as suas “verdades” pra cima dos outros. Os neo-ateus se tornam cada vez mais dogmáticos, não é? Cheios de suas verdades inquestionáveis, o único problema dos seus dogmas é que eles são incompatíveis com a realidade.

      Fica a dica: ARGUMENTE. Não venha aqui chorar. Isso não resolve seu problema. Se tiver algum argumento, ficarei grato em recebê-lo, mas não venha jogar seus dogmas criados a partir da tua fé pra cima de mim, meu caro.

      catolicoresp

      29/10/2011 at 13:17


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: