catolicoresp

Apenas defendendo minha fé, e cético em relação aos ateus

Análise de texto: Refutação de alguns argumentos a favor da existência de Deus – Ciência

leave a comment »

Ir para [Texto na íntegra] – [Textos analisados] – [Página Inicial]

Minha primeira pergunta quando vi o “nome” do argumento: Que? Vejamos o que seria o Argumento da Ciência.
Apresentação do argumento por Dan Baker:
“Há muitos cientistas que acreditam em Deus. Se muitas das pessoas mais inteligentes do mundo são teístas, então a crença em Deus deve ser sensata.”

Honestamente, já vi muito ateu dizer algo semelhante, mas em geral em referência à inexistência de Deus. E, cá entre nós, isso não passa de um apelo à autoridade extremamente mal feito, já que a existência de Deus é um assunto Filosófico e não Científico.

Isto não passa de um apelo à autoridade, que os ateus também poderiam fazer, e até melhor. Os acadêmicos, como grupo, são muito menos religiosos que a população em geral.

Números, por favor. E, mesmo com eles oferecidos, são irrelevantes.

Embora seja fácil encontrar cientistas que são crentes, nenhum deles consegue demonstrar cientificamente a sua fé. A crença é normalmente um assunto cultural ou pessoal separado da ocupação e ninguém, nem mesmo um cientista, é imune às seduções irracionais da religião.

Mais propaganda neo-ateísta, que lança a religião como uma “sedução irracional”(evidências, por favor)… Ademais, eu não espero que um cientista prove sua fé Cientificamente, já que Deus está além do plano de investigação da Ciência(ver aqui e aqui)

Apresentação do argumento por Dan Baker:

“A nova ciência da física quântica está a mostrar que a realidade é incerta e menos concreta. Agora há lugar para milagres. Uma perspectiva teísta do mundo não é inconsistente com a ciência.”

Antes da Física Quântica os milagres eram perfeitamente possíveis, e continuam sendo depois dela. Essa apresentação aqui não faz o mínimo sentido!

Isso é um disparate. Um milagre é supostamente uma suspensão das leis naturais que aponta para um domínio transcendente. Se a nova ciência torna os milagres naturalmente possíveis (um conceito contraditório), então não há domínio sobrenatural, nem deus.

Que Non Sequitur macabro. A não-existência de milagres não implica necessariamente na não-existência de Deus.

Na física quântica, o termo “incerteza” não se aplica à realidade, mas antes ao nosso conhecimento da realidade.

Informação desnecessária.

O teísmo implica um domínio sobrenatural. A ciência limita-se ao mundo natural. Portanto, o teísmo nunca pode ser consistente com a ciência, por definição.

Mas que mentira descarada! O Teísmo – sendo mais específico, o Cristianismo – foi o que possibilitou o surgimento da Ciência. A existência de milagres não afirma que não há leis naturais que podem ser estudadas, uma coisa não tem nada a ver com a outra. O Teísmo alega que existem Leis naturais, que podem ter interferência de um ser sobrenatural. Não é o mesmo que negar as Leis naturais. O que foi dito aqui foi um absurdo sem tamanho.

Anúncios

Written by catolicoresp

02/02/2012 às 19:00

Publicado em Análise de textos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: